Saturday, January 25, 2020

olhares

Ao cerrar as pálpebras à noite
na cama
olhos se abrem na minha
escuridão

olhos que me olham
de todos os tipos

grande, pequeno, enrugado
olho gordo, de japa
arregalado

olho que espia

olho de máscara, de palhaço
olho de robô, de boneco
olho mágico

olhares

Quando levanto as pálpebras
eles somem
num piscar de olhos

Thursday, July 12, 2018

Me chamaram de socialista,
de comunista, me mandaram pra Cuba.
Num neologismo brazuca, de lulopetista
ou coisa que o valha.
Nenhuma coisa, nem outra.
Eu sou é Petralha.

Thursday, September 28, 2017

haikai

jovial sim
sou
soul jovem

Wednesday, July 05, 2017

erro digital

Condenado a desaparecer 
nas profundas da lixeira 
com a tecla enter.
Vai viver no limbo do átomo.





Em crise de crase o erro se acentua.

Friday, June 30, 2017

Olivrão é a eminência parda da minha poesia.

A emoção é o pensamento dilacerado.

variáveis

Nos últimos anos
tenho trabalhado
ora com as letras
ora com os números
nos ossos do ofício.

Aquelas se juntam
Estes somam

Aquelas insinuam
Estes mostram

Aquelas esclarecem
Estes perfazem

Mas quando se misturam
formulam.

Na temática do poema
esse é o x da questão.

Tuesday, June 06, 2017

O mundo dá volta
A vida tem altos e baixos
É 180, é 360
É muito surf pra ficar no grau
A vida é um presente de Deus.
O mundo é a surpresinha dos homens.

Wednesday, March 15, 2017

haikasa kaiu

a coisa deu uma virada
o tiro saiu pela culatra
e acertou o pé ésse dê bê