Monday, February 12, 2007

da saudade

A saudade perde o fôlego
A saudade arfa
A saudade bambeia
A saudade fraqueja
A saudade perde a noção

A saudade deslumbra
A saudade sente cheiro
A saudade é presença
A saudade é momento
A saudade cai feito tempestade

A saudade atordoa
A saudade cega
A saudade tira do ritmo
A saudade samba
A saudade descamba

A saudade alimenta
A saudade preserva
A saudade entra no meio
A saudade atravessa
A saudade acomete

A saudade se faz
A saudade encanta
A saudade espanta o que não interessa

Saudade às avessas

Saudade que sente a presença forte da ausência
Que viaja a tempo de ver perto o que está longe
A saudade é um monge

A saudade pactuou com a distância para que inexista
A saudade é um artifício da esperança
A saudade quer ver se alcança

A saudade não faz rodeios
A saudade nem pisca
A saudade é uma brecha

7 comments:

Dani Morreale said...

Sim, a saudade é uma brecha de quem ousou pisar na terra. E quem não tem saudade de sabor nunca saboreou. Que não tem saudade do amor nunca sentiu dor. Quem não tem saudade de um dia nunca viu a vida. Somos saudade da nossa velha idade. E que venha o amanhã para ultra-passarmos. E que tudo que viver seja um capítulo para podermos à tal então saudade.
Bjks,
Dani
.

ana wagner said...

Estava com saudade daqui. Gosto desse jogo de palavras, do "embalo" musical desse poema, Dança comigo? bjs

Du said...

olá...
numa ventania de manhãs claras,passei aqui...pra ler...abismada,estou...que alma,que dizer? da sublimidade de tua escrita...

virei sempre...meus olhos são incansáveis ao deitar em letrinhas que fazem o povo sonhar...

Parabéns...

Andrea said...

adorei as multifaces da tua saudade...me encarno nelas.....e me pergunto que amor é este que nos faz arder de tanta falta sentida...

te adoro meu adorado poeta suculento beijos

Andrea*********************

Anonymous said...

Há algum tempo não abria o livrão e não resisti ... me encantei.
Anel

MATÓ said...

VENTANIA,
SAUDADE = DESEJO TB!
SAUDADE COMO FUSÃO!
SAUDADE DE RESPIRAR O MESMO ÁR!
SAUDADE DE SAUDADES...
LINDA ESSA PALAVRA QUE NÔS CHAMAMOS
TB "NOSTALGIA"
BEIJOS,MATÓ

Anonymous said...

ah! saudade madrasta que maltrata,
castiga quando te leva de mim...

Maria Flor!