Friday, February 19, 2010

um brinde

Bebo pelas traições
pelas inverdades
pelos relácios malsucedidos

Bebo pelas convenções
pelas alegrias
pela ávida vida

Bebo pelo conjunto da obra
Bebo pela sobra
Bebo pelo dia a dia

7 comments:

Andrea Leoa said...

Como sempre suas letras fazem a vez e a voz de algumas indignações humanas...

A maior delas talvez, a meu ver, seja a expectativa que depositamos no outro, que em sua arte existencial, pode momentaneamente interpretar papéis em nossas vidas... A frustração parece uma ressaca que não tem cura, ou a aceitamos e seguimos adiante nos embriagando de fé ou simplesmente desistimos do ser tão humano quanto nós somos, sujeitos às facetas da vaidade, auto-afirmação, competição...traição... Brindemos, pois ao humano!

Beijo enorme!

líria porto said...

tim tim!!
besos

Cynthia Lopes said...

Perfeito encontro de palavras!
Beleza Aroeira,
bjs

Aroeira said...

thanks a lot, mulher.

Cosmunicando said...

cheers!

Lyz said...

..bebo por prazer! (mió né não?)

Lílian Maial said...

À saúde da poesia! Tim tim!