Tuesday, June 09, 2009

previsão do tempo

Para você que segue o meu blog
E fica antenada a tudo que escrevo
Há de chegar o dia
Em que seu nome não mais será poesia
Mas apenas um passado remoto
Fruto perdido no tempo
Breve nostalgia.

7 comments:

Cynthia Lopes said...

Não, comigo não violão! Os versos são lindos, mas meus poemas estão aí Capitão, para alegrar os meus dias e lembrar o meu nome (pelo menos para mim), todos os dias cheios de alegria. bjs

Elza Fraga said...

Que triste, moreno alheio!
Rsrsrs.
Se anime, dê um up,
uma guinada de 180.

"Não quero ver você tão triste assim (RC)

Bitokitas.

Dani Morreale Diniz said...

Adorei!!!!!ste !
Triste, lindo, alegre...

ana wagner said...

Mas nem ouse esquecer de mim, seu mineirim! Vou assombrar o Livrão por muito tempo ainda! Beijos, com todo o respeito rs

Liquidificador a Gas said...

Pode ser que a memória vire silêncio, mas não as palavras.

Aroeira said...

gostei disto: a memória virar silêncio. alilás, ela continua em silêncio até as palavras darem o ar da graça.

Lídia said...

Que ameaça das brabas!

(Se fosse comigo, eu ficaria com medo...)